O presente regulamento torna público para conhecimento dos interessados que estarão abertas, a partir de 11 de outubro de 2016, as inscrições para seleção de propostas de artes visuais para integrar o projeto Ateliê Aberto Remix // Imagens de Domínio Público.  Regido pelas condições deste Edital, o processamento e seleção serão realizados pela Galeria Ponto em correalização com o Espaço Maker Zero Zero Zero e coordenação do artista Christus Nóbrega.

O Edital e seus Anexos estão à disposição dos interessados, no site www.galeriaponto.com.br. Demais informações serão fornecidas pelo e-mail cursos@galeriaponto.com.br.

 

1.         APRESENTAÇÃO

O termo remix tem origem na década de 70 com a produção musical de DJs que misturavam partes de diferentes músicas para criar um novo som. No campo das artes visuais já havia remixagem nas colagens de Marx Enerst, no Ready Made de Duchamp. Porém, para além de práticas de atelier e das pick ups dos Djs, o que vemos hoje é o nascimento de uma cultura da remixagem representada por uma sociedade da informação que cada vez mais incorpora o hábito de compartilhar, transformar e editar obras produzidas por outros. Com o advento das tecnologias computacionais a sociedade transforma-se de consumidora passiva da indústria cultural para interatora e, por seguinte, coautora desse conteúdo. O remix é, antes de tudo, um método da sociedade de informação se expressar, referenciar, homenagear e/ou criticar a indústria cultural.

Enquanto no Control+C / Control+V o que importa é replicar o original sem honrá-lo, na ação de remixagem não só se referencia a fonte genealógica como transforma-lhe em coisa nova, essa, por sua vez, também original. O ato de copiar se presta à dissimulação, à falsidade, à fraude. É por princípio um ato de preguiça. Na cópia há geralmente uma circunstância de plágio e ilegalidade. Diferentemente, na remixagem temos a inventividade, a criatividade, a inovação. Como ato enérgico, quem faz remixagem não tem fadiga. Remixar é reinterpretar. A pluralidade de uma cultura, assim como acontece com a evolução biológica, é fruto de uma processo de remixagem. Sem remixagem há morte e estagnação.

Nesse contexto, a Galeria Ponto convida os artistas visuais do Distrito Federal e demais localidades do território nacional a pensarem sobre o tema no 1o. Atelier Aberto Remix. Serão selecionados 6 artistas, para pensarem, discutirem e produzirem obras a partir da reflexões sobre a remixagem de conteúdo imagético disponíveis em diretórios públicos que já são de domínio público. Durante o atelier haverá palestras abertas ao público. Os selecionados terão à sua disposição as máquinas e tecnologias disponíveis na Galeria Ponto. Toda a produção será acompanhada pelo artista e professor da Universidade de Brasília, Christus Nóbrega.

 

2. OBJETIVOS

2.1 Valorizar, incentivar, aprimorar e registrar a produção de artes visuais regional;

2.2 Com olhar democrático que contemplar todas as linguagens e suportes de artes visuais, aberto às inovações da arte contemporânea, atento a produção das novas gerações bem como de artistas que possuem uma longa trajetória profissional.

2.3 Fomentar a atual produção de bens culturais e assegurar sua difusão através da realização de exposições de artes visuais.

 

3.         CRONOGRAMA

·               11 a 25 de outubro – Período de inscrições

·               27 de outubro – Divulgação do resultado

·               29 de outubro – Divulgação dos selecionados na segunda chamada

·               1º a 7 de novembro - Desenvolvimento das atividades do atelier

·               10 a 30 de novembro - Exposição das obras

 

4.         CONDIÇÕES DE PARTICIPAÇÃO E INSCRIÇÕES

a) Poderão participar artistas naturais ou residentes no Distrito Federal e demais estados do território nacional.

b) Pessoas físicas com uma proposta por candidato(a).

c) Serão válidas apenas inscrições realizadas através do formulário disponível no link 

d) As respostas preenchidas no formulário de inscrição são de responsabilidade única e exclusiva do participante.

 

5.      CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

a) Clareza, relevância e consistência conceitual da pré-proposta e do portfólio

b) Inovação da pré-proposta

c) Viabilidade técnica da pré-proposta

d) Potência para dialogar com outros trabalhos inscritos por outros artistas;

 

6.      RESPONSABILIDADES DO PROJETO ATELIER

Todos os artistas terão à sua disposição as máquinas e tecnologias disponíveis na Galeria Ponto e pelo espaço maker Zero Zero Zero, para as quais terão R$1.000 de crédito de hora/máquina e materiais. O maquinário disponível consiste, dentre outros, de:

a) Impressora fine art jato de tinta de pigmento mineral à base d’água

b) Impressora 3D 200x200x200mm

c) CNC de corte laser 600x1000mm

d) CNC fresadora 2500x3500x250mm

e) Scanner de mesa A4

f) Estúdio fotográfico com câmeras e luzes de estúdio.

 

7.         RESPONSABILIDADES DO ARTISTA

a)  Confirmar sua participação, até o dia 28 de outubro, por meio de resposta ao e-mail enviado pela coordenação do Projeto Atelier Aberto;

b) Assinar contrato, em que serão estabelecidas as condições de participação de cada artista;

c) Participar de todos os encontros na imersão do Atelier Aberto (cronograma disponível no item 3)

d)  Participar das apresentações dos trabalhos desenvolvidos, no local escolhido para sua realização

e) Ceder direitos de uso de imagem, a critério da equipe de coordenação do Projeto Atelier Aberto, sem remuneração adicional além do valor já estabelecido neste edital;

f)  É de responsabilidade dos artistas não residentes no Distrito Federal arcar com custos de passagem, hospedagem e alimentação durante a execução do projeto.

g)   Anexar cópia do RG e CPF e comprovante de residência na resposta do e-mail de seleção.

 

8.         PREMIAÇÃO

Os premiados farão uma mostra conjunta com as obras produzidas durante o projeto e integrarão o catálogo comercial da Galeria Ponto.