cartaz_julho_03_72dpi.jpg

Novos territórios da fotografia documental
Estratégias narrativas e webdocumentário

Com Carlos Henrique R de Siqueira
Início: 16 de julho


Terças e quintas
Horário: 19h às 21h
Sábados: aulas práticas
Horário: combinado com a turma
Duração: 2 semanas
Total de 06 aulas
Carga horária: 12h
Investimento: R$ 576,00


Público-alvo

Interessados em fotografia, de modo geral.

Requisitos
Noções básicas de fotometria.

Bio
Carlos Henrique R de Siqueira é graduado em História com pesquisas em história da arte e da antropologia. É Doutor em Ciências Sociais e tem uma bolsa de pós-doutorado na Universidade de Brasília. É ex-aluno do Foundry Photojounalism Workshop (http://www.foundryphotoworkshop.org/), onde estudou com fotógrafos da Agência VII e do coletivo dinamarquês Bombay Flying Club (http://bombayfc.com/). Também freqüentou o curso do projeto "TV Folha". Atualmente, trabalha como cinegrafista/fotógrafo e editor de vídeo free-lancer para o site UOL e a Folha de São Paulo. É editor do zine de fotografia IN.CA [intervenções Críticas] e tem um projeto acadêmico de pesquisa sobre as variedades da linguagem documental na fotografia contemporânea.

Proposta
O gênero documental sempre desempenhou um papel dominante no campo da fotografia. Integrando sua função tradicional de registrar e contar estórias com as tecnologias disponíveis, fotógrafos documentais de diversos tipos transformaram o gênero ao longo do tempo em uma poderosa ferramenta narrativa. Desde o relativo abandono das câmeras de grande formato no início do século 20, em favor da mobilidade das câmeras de 35mm, até o momento da fotografia digital, as narrativas documentais desenvolveram estratégias cada vez mais elaboradas.

No cenário contemporâneo, uma transformação significativa está em andamento, provocada pela facilidade proporcionada pelas novas tecnologias em promover a conjunção da fotografia (still), do vídeo (imagem em movimento) e do som, aliada à internet como plataforma de difusão. Às vezes chamada de minidocumentário, webdocumentário ou fotojornalismo multimídia essa nova articulação da linguagem documental incorpora a habitual profundidade de conteúdo e informação própria do gênero a um formato adequado para sua circulação on line.

Essas mudanças têm obrigado fotógrafos documentais e fotojornalistas a repensar as formas de elaborar seus trabalhos, as estratégias narrativas, as formas de apresentação e os meios de circulação de sua produção.

O curso tem três objetivos principais
1. Compreender as razões dessa transformação;
2. Dotar os alunos de um repertório mínimo de conhecimentos técnicos e conceituais para a produção de peças multimídia;
3. Proporcionar a experiência de produção de um trabalho coletivo a ser finalizado até o final do curso.

Material necessário
As atividades práticas serão realizadas em grupo. Assim, cada grupo deverá ter ao menos:
1 Câmera DSRL, com modo de filmagem;
1 Lap top com com Final Cut ou Adobre Premiere instalado;
Recomendável: tripé e microfone direcional ou microfone de lapela

 

Programa

// Aula 1
Compreendendo o campo
1. O conceito de documento e a fotografia documental clássica
3. Fotografia documental contemporânea e a revalorização da narrativa
4. Fotojornalismo multimídia e webdocumentário

// Aula 2
Discutindo técnicas através de exemplos
1. Fotografando e filmando com DSRL
2. A importância do som
3. Organização dos arquivos
4. Técnicas de montagem
5. Plataformas para difusão e uso das redes sociais

// Aula 3
Elaboração da atividade prática
1. Divisão da turma em grupos
2. Discussão sobre atividade prática, da concepção da ideia ao planejamento para sua execução.

// Aula 4
Discutindo os trabalhos
1. Discutir o material filmado/fotografado em seus aspectos técnicos e narrativos.
2. Elaborar estrutura narrativa para finalizar o trabalho

// Aula 5
Montagem do trabalho
1. Edição de imagem e som

// Aula 6
Finalização a apresentação
1. Finalização da trilha de imagem e som.
2. Apresentação do trabalho.

Bibliografia sugerida
.André Rouillé, “Funções do documento”, pp. 97-134 & “Crise da fotografia-documento”, pp. 135-154 in A fotografia. Entre documento e arte contemporânea. Senac, SP, 2009.
.François Soulages, “A obra crítica” in Estética da fotografia. Perda e permanência. Senac, SP, 2010, pp. 229-254.
.Bill Nichols, “Que tipo de documentários existem” in Introdução ao documentário. Papirus Editora, Campinas, 2008, pp. 135-177.
.Laurant Jullier & Michel Marie, “Ferramentas da análise fílmica” in Lendo as imagens do cinema. Senac, SP, 2009. Pp. 19-72.

Livro de referência geral
Kenneth Kobré, Fotojornalismo. Uma abordagem profissional. Elsevier, RJ, 2001.

Sites para consulta
www.mediastorm.com 
unc.news21.com
www.nowwhatargentina.org
californiaisaplace.com/cali/
movimentomultimidia.wordpress.com

Certificado
Emitido ao fim de cada curso, para os alunos com frequência igual ou superior a 70% de presença.